Aniversariantes Outubro

Aniversariantes Outubro

Minha História - Ashanti

Ashanti Shequoiya Douglas nasceu em 13 outubro de 1980, em Glen Cove, Nova Iorque. Filha de afro-americanos e norte-americanos. Sua mãe, Tina Douglas, é uma ex-professora de dança, e seu pai, Ken-Kaide Thomas Douglas, é um ex-cantor. Ela tem uma irmã mais nova chamada Kenashia.
Ashanti cresceu tendo aulas de dança, foi no Bernice Johnson Cultural Arts Center, onde estudou os vários estilos de dança, incluindo sapateado, jazz, balé, dança africana, dança moderna e dança de rua.
Quando Ashanti atingiu a puberdade, sua mãe começou a enviar fitas demo dela cantando e dançando. A família não tinha dinheiro para ir a um estúdio e gravar uma demo oficial, de modo que se as gravadoras chamassem, Ashanti teria de cantar e dançar na frente dos executivos da gravadora. Enquanto frequentava a escola, ela começou a escrever canções. Quando adolescente, ela se apresentou em show de talentos locais, no Soul Cafe, Club China, Madison Square Garden, Caroline's Comedy Club e Greek Fest 2000. Ela também apareceu em vários vídeos musicais de grandes nomes, além do trabalho de dança.
Ela cita Janet Jackson, Prince, Tupac Shakur, Aaliyah, Tamia, Marvin Gaye, Mariah Carey, Madonna, Ella Fitzgerald, Toni Braxton, Peggy Lee, Yolanda Adams, Blue Magic, Smokey Robinson, Luther Vandross, The Beatles, The Clark Sisters, Mary J. Blige e Donna Summer entre suas influências musicais.
Aos 14 anos, foi descoberta por Puff Diddy da Bad Boy Records. Ela cantou uma música de Mary J. Blige para Puff Diddy e Biggie Smalls. Depois de ficar impressionado com sua habilidade para cantar, Diddy teve sinal verde para um contrato. No final, devido a um contrato ruim, Ashanti não assinou com Diddy. Isto a levou a um contrato com a gravadora Jive Records, em 1994. Este relacionamento logo azedou quando a gravadora tentou fazer dela uma cantora pop.
Em 1998, ela colocou as atividades da faculdade um pouco de lado quando a Epic Records aproximou-se dela com um contrato. No entanto, as alterações de gestão da gravadora logo fizeram Ashanti mudar rapidamente sua prioridade. Ela continuou a se apresentar em clubes locais de Nova York e começou a sair com os Murder Inc., na esperança de outra grande chance.
Ashanti trabalhou como backing vocal para o rapper Big Pun na música "How We Roll". Em 2001 apareceu na trilha sonora The Fast And The Furious. Fez backing vocal na música "I'm Real (Murder Remix)" de Jennifer Lopez, escreveu e fez backing vocal na música "Ain't It Funny (Murder Remix)" dueto de Ja Rule e Jennifer Lopez (ela apareceu no vídeo da música também), foi apresentada a Fat Joe na música "What's Luv?" e Ja Rule na música "Always On Time". "What's Luv?" e "Always On Time" foram lançadas simultaneamente e se tornaram dois dos maiores sucessos em 2002. Ashanti Foi à primeira mulher a ocupar as duas primeiras posições nos EUA na Billboard Hot 100 Chart simultaneamente com "Always On Time" e "What's Luv?" Que foram os números um e dois, respectivamente.
Após o sucesso de suas colaborações com Ja Rule e Fat Joe, ela lançou o seu single de estreia, "Foolish", que contém uma amostra da canção de 1983 "Stay With Me" de DeBarge. Esta é a sua maior canção, até à data, passou dez semanas no topo da Billboard Hot 100. Ela se tornou a segunda artista (depois dos Beatles) a ter três entradas no Top10 Hot 100 ao mesmo tempo. Seu álbum de estreia auto-intitulado foi lançado na Murder Inc., em abril de 2002. Ele estreou na 1ª posição nos EUA Billboard Hot 100 Albuns Chart. O álbum foi certificado triplo de platina nos Estados Unidos e vendeu mais de seis milhões de cópias em todo o mundo. Ashanti escreveu as doze faixas do álbum, a maioria delas foi escrita no estúdio. Os singles "Happy" e "Baby", não foram tão bem sucedidos como o primeiro single, mas “Down 4 U”, marcou um hit Top 10. Seu álbum de estreia lhe rendeu muitos prêmios, incluindo oito Billboard Music Awards, dois American Music Awards e um Grammy Award em 2003 por Melhor Álbum Contemporâneo R&B. Ela foi indicada como Melhor Artista Revelação e “Foolish” foi nomeado o Melhor Feminino R&B Vocal Performance. Ela também recebeu um Prêmio Comet e dois Soul Train Music Awards no mesmo ano.
Ashanti foi objeto de controvérsia quando foi anunciado que ela iria receber o Soul Train Aretha Franklin Award para "Artista do Ano", um estudante do ensino médio se ofendeu e começou uma petição on-line contra ela, alegando que ela era muito nova para merecer o prêmio. Cerca de 30.000 pessoas de acordo com ele, assinaram a petição. Muitos disseram que artistas consagrados eram mais merecedores de um prêmio que leva o nome de uma lenda. Apesar de tudo, ela levou o prêmio.
Em 2003, Ja Rule e Ashanti cantaram um novo hit, "Mesmerize".
Em julho de 2003, ela lançou o seu segundo álbum, Chapter II, que estreou na 1ª posição na Billboard 200, com vendas na primeira semana de 326.000 cópias nos EUA. O álbum chegou à platina, vendendo 1,5 milhões de cópias nos EUA. O primeiro single, "Rock Wit U", se tornou um hit, chegando a 2ª posição no Billboard Hot 100. O vídeo da música foi nomeado para dois MTV Video Music Awards 2003. Um remix da canção contém interpelações de Michael Jackson "Rock With You". O segundo single, "Rain On Me", alcançou a 7ª posição no Hot 100 e 2ª posição no Hot 100 R&B Songs Chart. Chapter II, foi nomeado para um Grammy Award 2004 de Melhor Álbum Contemporâneo R&B, e "Rock Wit U" e "Rain On Me" foi indicado nas categorias de Melhor Canção de R&B e Melhor Feminino R&B Vocal Performance, respectivamente.
Em 2004, colaborou com o iniciante Lloyd na canção "Southside", que foi lançado como seu single de estreia e foi um sucesso moderado. "Wonderful", com Ja Rule e R. Kelly, chegou a 5ª posição nos EUA e 1ª posição no Reino Unido. Juntamente com artistas como Wyclef Jean, Mary J. Blige, Eva, Brandy, Fabolous, Jadakiss, Missy Elliott, e muitos outros, participou de um cover de "Wake Up Everybody".
Em dezembro de 2004, lançou o seu terceiro álbum de estúdio, Concrete Rose. O álbum estreou na 7ª posição nos EUA com a primeira semana de vendas de 254.000 exemplares, e acabou se tornando seu terceiro álbum de platina. O primeiro single, o ouro-certificado "Just U", foi 13ª posição no Hot 100 Billboard e se tornou seu maior hit no Reino Unido, chegando a 2ª posição. O segundo single, "Don't Let Them", obteve sucesso nas paradas pouco depois da Def Jam se recusar a financiar um vídeo da música devido a problemas legais de Irv Gotti durante seu julgamento. Ashanti usou seu próprio dinheiro para entregar o segundo vídeo para seus fãs, com Irv Gotti atuando como diretor. O single foi lançado apenas nos EUA e no Reino Unido.
Em dezembro de 2005, lançou um álbum remix intitulado Collectables Of Ashanti. Possui seis remixes de faixas lançadas anteriormente e quatro músicas novas, incluindo o single "Still On It", que apresenta os rappers Paul Wall e Method Man. O álbum foi uma oportunidade para ela de cumprir o seu contrato com a Def Jam e ter a opção de trabalhar com outra gravadora.
Seu quarto álbum de estúdio, The Declaration, foi lançado em 3 de junho de 2008. Ashanti aventurou-se e adquiriu produtores e colaboradores, principalmente fora da Inc., pela primeira vez. Ela disse que o álbum era uma representação da liberdade, que ela sentia que tinha naquele momento em sua carreira. O álbum estreou na 6ª posição na Billboard 200, com vendas de 86.000 exemplares. Os dois singles lançados em 2007, antes do lançamento do álbum, "Switch", com Nelly, e "Hey Baby (After Club)" com Mario Winans, não entraram nas paradas da Billboard Hot 100. O terceiro single, LT Hutton produziu "The Way The I Love You", chegou a 2ª posição no Hot R&B/Hip-Hop Songs e chegou a 37ª posição no Hot 100 Billboard. O último single, Jermaine Dupri produziu "Good Good", que se tornou um hit urbano, atingindo a 30ª posição no Hot R&B/Hip-Hop Songs.
Em maio de 2009, Irv Gotti anunciou que estava oficialmente liberando Ashanti da The Records Inc..

Carreira de Atriz
Após o sucesso com sua carreira musical, fez uma pequena aparição no filme Noiva e Preconceito, em que cantou "My Lips Are Waiting" e "Touch My Body".
Em janeiro de 2005, fez seu filme de estreia atuando no filme Coach Carter ao lado de Samuel L. Jackson, que estreou na 1ª posição no fim de semana de abertura. Posteriormente, em 2005, derrotou Hilary Duff e Jessica Simpson para estrelar como Dorothy Gale na versão para a televisão do filme The Muppets Wizard Of Oz.
Em 2006, estrelou a comédia adolescente John Tucker Must Die. Ela também pode ser encontrada em Buffy The Vampire Slayer 7 ª temporada episódio 14: "First Date" e Sabrina The Teenage Witch 7 ª Temporada Episódio 3: "Call Me Crazy".
Em 2007, apareceu em Resident Evil: Extinction.

Filantropia
Em 2003, participou do Family Violence Prevention Fund (FVPF) para aumentar a conscientização sobre a questão da violência doméstica. Ashanti ajuda a angariar fundos para a pesquisa da anemia falciforme, ela é ativa em ajudar o Make-A-Wish Foundation. Em 2005, gravou um anúncio de serviço público para arrecadar dinheiro para a catástrofe do Tsunami no Sudeste Asiático .Mais tarde naquele ano, ela ajudou a arrecadar dinheiro para as vítimas e desabrigados do Furacão Katrina. Em 2008, juntamente com outras celebridades, gravou um PSA para ajudar a acabar com a violência e a discriminação contra os LGBT comunidade, em resposta à morte de Lawrence King, um aluno da oitava série na EO Green Junior High School que foi baleado por causa de sua orientação sexual. Naquele mesmo ano, ela lançou uma campanha on-line especial chamada "I Declare Me..." com o Wal-Mart. O núcleo da campanha é um enfoque muito pessoal sobre a auto-definição e fortalecimento das mulheres nos Estados Unidos, com sua base no site oficial da AngloGold Ashanti. A campanha cria um espaço seguro e inclusive on-line para as mulheres compartilharem testemunhos no site.
Em setembro de 2008, juntamente com outros artistas, Mariah Carey, Beyoncé, Mary J. Blige, Rihanna, Fergie, Sheryl Crow, Miley Cyrus, Melissa Etheridge, Natasha Bedingfield, Keyshia Cole, Ciara, Leona Lewis, LeAnn Rimes e Carrie Underwood, uniram-se para a música "Just Stand Up!". A melodia de caridade para o câncer foi concebido por Antonio "LA" Reid, que a produziu com seu antigo colega Babyface. Todas as 15 cantoras (junto com Nicole Scherzinger) dividiram o palco para executar a música ao vivo em 05 de setembro de 2008 durante o "Stand Up To Cancer", especial de televisão, que foi ao ar simultaneamente no ABC, NBC e CBS, e ajudou a levantar US $ 100 milhões de dólares para pesquisa sobre o câncer.

video


Nenhum comentário:

Lembra dessa?

Lembra dessa?

Usher - Caught Up

Ne-Yo - Another Love Song

Ne-Yo - Another Love Song

Ne-Yo - Another Love Song